skip to Main Content
Pessoas Analisando Dados Sobre Conciliação Financeira Para Marketplace.

É mito ou verdade: tudo sobre conciliação financeira para marketplace

Já se perguntou o que é mito ou verdade quando o assunto é conciliação financeira entre marketplace e seller? Se você está começando a fazer sua gestão online de forma mais estruturada, provavelmente a resposta para a questão é sim.

Na maioria das vezes, as dúvidas que surgem durante a gestão financeira online se relacionam com a etapa de aprendizado, na qual o vendedor está entendendo melhor sobre o que é conciliação e qual sua vantagem para toda a gestão de vendas virtuais.

Por isso, neste artigo, reunimos as principais verdades e mitos sobre conciliação financeira, para que todo seller de marketplace passe a cuidar do processo de repasse de forma mais organizada, orientada e, evidentemente, rentável. Boa leitura!

Caso você prefira ouvir o conteúdo, ao fim do artigo você encontra nosso webinar com o mesmo tema do texto. É só dar o play!

Clique e acesse o site do Koncili!1. Conciliar significa fiscalizar o marketplace

Mito! A conciliação financeira entre seller e marketplace é uma forma de garantir que a gestão de repasses do seu negócio será feita da melhor maneira, zelando pela saúde da sua marca e pelos direitos dos vendedores online.

Com a conciliação, você compreende o valor exato em cima de sua venda, além de garantir o acompanhamento em relação ao repasse do marketplace, tendo em mente que ele não acontece de maneira instantânea.

Pessoa no computador analisando dados sobre conciliação para marketplace.
Com a conciliação, você fica atento aos dados de repasse do marketplace de forma mais simples e rápida.

Por isso, existe a necessidade de entender como está a devolutiva do canal enquanto sua logística se desenrola. Logo, é uma forma de ficar atento a todos os dados da sua empresa.

2. Conciliação é baixar os títulos a receber

Mito! Conciliação não significa baixar os títulos de conta a receber e realizar apenas a checagem do que já foi ou não pago pelo marketplace.

Atualmente, conciliar remete diretamente à gestão financeira do seu negócio, de forma que um bom processo de acompanhamento aponta custos fixos e variáveis dentro do marketplace. Ela permite, também, acompanhar outras taxas, como aquelas referentes a devoluções, a cancelamentos e a penalidades.

Logo, a conciliação com marketplace é uma maneira de validar quais pedidos foram pagos, se todos os repasses foram de fato realizados, e se houve outras taxas aplicadas em cima da conversão.

Assim, você evita retrabalho (principalmente nos casos de taxas, pois será preciso uma análise minuciosa do porquê você recebeu menos que o esperado) e legado, ou seja, o acúmulo de uma quantia grandiosa que não foi repassada para você, seller.

Podemos dizer, ainda, que a baixa de títulos a receber é parte da conciliação, mas não exatamente a ação total a qual o termo se refere.

3. Sem conciliação não é possível ter acesso a dados exatos

Verdade! Sem a conciliação financeira entre marketplace e seller é impossível ter uma noção real do caixa da empresa, assim como entender de forma precisa os dados e a rentabilidade do seu negócio.

Com o acesso aos dados, torna-se mais simples – e estratégico – realizar a precificação dos seus produtos, controlar o faturamento real em cima de cada venda, acompanhar quanto você recebeu no último mês e registrar o valor líquido que entra de cada canal. Por fim, também evita criação de legado.

Pessoas analisando dados na tela do notebook.
Com a conciliação, os dados da sua empresa podem ser acessados com mais exatidão.

Logo, toda a gestão financeira é impactada com uma boa conciliação sendo realizada para a sua marca nos diferentes canais de venda que você atua.

4. Marketplace paga atrasado várias vezes

Mito! Os pagamentos dos marketplaces seguem as normas da plataforma – que são diferentes para cada um – e a logística de entrega, que pode causar atrasos devido a outros fatores não relacionados ao canal de vendas.

Por exemplo, no caso de greve dos Correios, é possível que o repasse atrase porque o produto não chegará ao consumidor e, dessa forma, a venda não será contabilizada ainda.

5. O marketplace errou propositalmente

Mito! É comum ouvirmos que os marketplaces erraram de propósito e pensando apenas em seu próprio bem. No entanto, essa afirmativa não é realidade.

É importante destacar que os marketplaces são canais de vendas extremamente renomados e que prezam pela sua autoridade e pela sua reputação tanto quanto qualquer outro negócio. Logo, erros podem acontecer – como em qualquer empresa –, mas não são propositais.

Justamente pela possibilidade de sempre ocorrer pequenas falhas, é preciso que você faça a gestão financeira de forma organizada e controlada, garantindo que receberá o que é necessário nos prazos e nas normas devidas.

6. As regras dos marketplaces mudam

Verdade! Pelo menos uma vez na semana – sim, em pouco tempo! – , é comum que alguma regrinha do marketplace seja alterada. Logo, é preciso ficar atento e compreender as normas de cada canal com autoridade, para que chamados sejam abertos de forma otimizada sempre que necessário.

Homem fazendo anotações sobre os dados do marketplace.
É preciso acompanhar as regras dos marketplaces, pois elas estão sendo constantemente atualizadas.

Acompanhe as regras de cada marketplace para que você fique por dentro do funcionamento e consiga acompanhar a conciliação da melhor maneira.

7. Estorno é sempre prejudicial

Verdade! Empresas que recebem muitos estornos não conseguem organizar o caixa, já que estão frequentemente passando pelo processo de devolver o dinheiro ao cliente.

Mesmos estornos totais, nos quais os pedidos não foram encaminhados, são negativos, pois gera faturamento falso, aplicação de impostos e esforço da equipe.

Casos em que o pedido já havia sido enviado ao consumidor final pedem ainda mais atenção, pois é preciso acompanhar a devolução do produto, evitando que ele se perca no processo.

Além disso, nessas situações, é preciso se atentar às normas dos marketplaces, pois eles possuem cláusulas sobre diferença de frete, despesa jurídica e outros assuntos que impactam diretamente na maneira como a devolução do produto e a logística desse processo devem ser realizadas.

8. Conciliação é uma forma de previsão

Verdade! A conciliação é uma forma de organizar e de acompanhar os repasses do marketplace, seguindo as regras e normas específicas de cada canal. Dessa forma, é possível prever entradas e saídas de acordo com análises dessas plataformas.

Agora que você conhece mais sobre o que é mito ou verdade no que envolve conciliação financeira para marketplace, é hora de realizar sua gestão de forma mais orientada e simplificada, com relatórios e dados fundamentais para seu negócio.

Assista nosso webinar

Se você tem mais facilidade em aprender conteúdos sonoramente, pode ouvir nosso webinar sobre mitos e verdades na conciliação para marketplace. Basta dar o play no vídeo abaixo, disponível no canal do Ecommerce Brasil!

 

Quer conhecer mais sobre o assunto e receber conteúdos exclusivos sobre conciliação? Então cadastre-se na newsletter do Koncili e receba conteúdos exclusivos na sua caixa de entrada!










     

    Número de Pedidos Mensal:

    Victor Matheus

    Entusiasta da língua, da linguagem e da literatura. Escreve desde os 8 anos de idade, anda sempre com um livro, é movido por arte e encontrou no marketing de conteúdo a oportunidade de aprendizado constante.

    Back To Top
    Abrir o chat
    Fale com nosso time!