skip to Main Content
Mulher sentada à mesa, mexendo no notebook, com Alexa ao lado.

Voice commerce: definição e como aplicar no seu negócio

Voice commerce ou comércio por voz é a tendência de consumo a partir das buscas por voz que pode aumentar suas vendas no e-commerce. Com a popularização de assistentes virtuais, como a Alexa, da Amazon, o processo de compras têm se modificado para ser cada vez mais voice first. 

Quem não se adequa às necessidades dos usuários nem consegue responder bem às inteligências virtuais perde pontos na experiência de compra e oportunidades de conversão por voz. 

Neste artigo, você aprenderá: 

  • O que é voice commerce? 
  • Como implementar as compras por voz? 
  • Desafios do voice commerce 
  • Vantagens da compra por voz 

Acompanhe. 

Clique e baixe o kit de precificação para marketplaces gratuitamente.

O que é voice commerce? 

O voice commerce, do inglês “comércio por voz”, é um sistema de comercialização de produtos via buscas por voz. Por meio de assistentes virtuais, os usuários conseguem pesquisar produtos, realizar compras e acompanhar pedidos sem precisar teclar nada. 

Com acesso a um assistente de compras virtual, recurso muito comum em aparelhos smartphones atuais, como a Siri, da Apple, e a Alexa, da Amazon, é possível realizar um comando de voz para compra. 

Como funciona a compra por voz? 

O usuário faz uma pesquisa de compra por voz, o que deixa a busca mais sujeita a erros gramaticais e de pronúncia. Uma vez que o site conte com o serviço de busca por voz, uma Inteligência Artificial (IA) irá receber e analisar essa pesquisa para apresentar os resultados mais adequados a ela. 

Mulher andando na rua, dando comando de voz para o celular.
Atualmente, é possível realizar compras por voz em vários dispositivos, e a tendência é aumentar!

A IA tem papel crucial nesse processo, pois é o que permite que as buscas sejam compreendidas com assertividade. Ela é capaz de analisar os termos e a pronúncia ditos pelo cliente e relacionar com o campo semântico do site para entregar o produto certo ao consumidor. Sem ela, as buscas seriam limitadas, pois não considerariam as variações tão comuns da oralidade. 

Por isso, para apresentar os resultados da busca por voz, o site precisa oferecer o serviço e ser compatível com esse tipo de busca. O cliente poderá escolher o produto, as especificidades, a forma de pagamento e de entrega até finalizar a compra, tudo por meio da voz. 

A proposta é tornar a experiência de compra cada vez mais dinâmica e adequada à usabilidade dos usuários, o que pode aumentar suas conversões e ticket médio. 

Como implementar as compras por voz? 

Além de implementar o serviço de voice commerce no seu site, é importante prepará-lo para entregar o que o cliente pode buscar falando. Isto é, são necessárias diferentes otimizações que considerem o comportamento do usuário na busca por voz para que seja um investimento com perspectiva de retorno. 

Confira seis aspectos indispensáveis para explorar o comércio por voz no seu e-commerce:

1. Trabalhe SEO

As otimizações para ferramentas de busca orgânica são essenciais tanto para as pesquisas digitadas quanto por voz. Pensar seu site considerando o SEO aumenta as suas chances de aparecer nas buscas dos usuários nas principais plataformas, como o Google. 

Mulher em frente ao notebook, realizando anotações em um caderno.
Além de uma excelente estratégia de marketing, o SEO é importante para que a pesquisa por voz seja assertiva.

Nesse sentido, explorar conteúdos e palavras-chave estratégicas nas páginas dos produtos se torna ainda mais relevante. Otimizar os nomes dos produtos e a SERP também é indispensável se você quer vender a partir das buscas por voz. 

Mantenha informações como tamanho, cor, material, entre outras especificações, sempre atualizadas dentro de uma estrutura fácil de ser rastreada. Desse modo, os buscadores conseguem encontrar os termos ditos pelos clientes mais facilmente no seu site do que naqueles que não trabalham o SEO. 

2. Adapte a linguagem

Como mencionado, a linguagem oral é diferente da escrita e isso não seria diferente na hora de fazer pesquisas. Assim, para que a compra por voz seja eficiente no seu site, você precisa considerar as formas que seu público pode falar sobre seu produto ou serviço. 

Se digitando é comum usarmos palavras sem conectivos ou sem interrogações, na fala, costumamos abusar de termos como “onde”, “como”, “quanto”, entre outros. O imperativo também pode estar fortemente presente nas buscas por voz, por isso vale a pena explorá-lo nos seus conteúdos. 

Uma vez que você conhece bem sua persona, é fácil trabalhar traços da oralidade mantendo o estilo e a linguagem da comunicação mais efetiva para seu público alvo.

3. Adapte o site à pesquisa por voz

Para explorar a tecnologia dos assistentes virtuais nas vendas, você vai precisar de uma API (Application Programming Interface ou Interface de Programação de Aplicação). É ela que promove a comunicação entre seu site, os softwares e a Inteligência Artificial dos mecanismos de busca por voz. 

Dupla de trabalho no computador, com expressões focadas.
Para que a compra por voz funcione, é preciso que sua equipe se capacite e prepare o site tecnicamente.

É possível contar com desenvolvedores profissionais atuantes nessa área para aplicar a melhor tecnologia para o seu negócio.

Pense no comportamento do usuário

Uma vez que, na linguagem oral, é muito comum o uso de perguntas para a compra de produtos, que tal trabalhar um FAQ (Frequently Asked Questions ou Perguntas Frequentes) nas páginas dos produtos? 

Escolha dúvidas comuns sobre cada produto e as responda de forma objetiva e clara dentro da página do respectivo item ou serviço, desse modo é mais fácil para o buscador te encontrar. 

O segredo principal é tentar antecipar o comportamento do usuário na jornada de compra e entender como cada página do seu site pode entregar o que ele pesquisa por voz.

5. Teste com frequência

Assim como qualquer nova tecnologia e recurso, o voice commerce precisa ser testado para entender se o investimento será resolutivo e não vai prejudicar outras fontes de receita ou a experiência de compra padrão dos usuários. 

Dupla de trabalho estudando gráficos e dados.
Oriente as ações com dados para que elas sejam mais assertivas.

Uma vez implementado, faça testes internos com diferentes pessoas, sejam da equipe de implantação do projeto ou não. Peça para que pessoas externas façam o teste e abra espaço para feedbacks. Só assim é possível entender como estão sendo as respostas da ferramenta às variações de comandos por voz.

6. Conquiste posições zero do Google

As posições zero do Google, ou rich snippets, são os boxes de informações que aparecem na página de resultado de buscas do Google e tendem a ser os campos mais visualizados e, por vezes, acessados pelos usuários. 

Com páginas otimizadas para SEO e conteúdos que respondam às dúvidas dos usuários sobre os produtos e serviços, você tem mais chances de aparecer nesses espaços da SERP e conquistar mais tráfego orgânico e qualificado. 

Clique e baixe o ebook sobre vendas em marketplaces gratuitamente.

Desafios do voice commerce 

Toda nova empreitada é cercada por desafios e o comércio por voz não é diferente. Apesar de crescente, ainda passa pela aprovação de muitos usuários e exige monitoramento para ser usado com eficiência. Entenda os três principais desafios de implementar a compra por voz na sua loja virtual:

Privacidade de dados

Já é de conhecimento comum que os assistentes virtuais guardam as informações buscadas por voz e isso ainda gera insegurança nos usuários. 

Por isso, seguir a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e esclarecer como os dados dos seus clientes são protegidos e usados é ainda mais essencial quando o assunto é o voice commerce. Só assim os consumidores poderão se sentir mais à vontade para explorar esse recurso no seu site e fazer valer o seu investimento.

Compras sem autorização

Como a proposta da compra por voz é facilitar a aquisição de produtos e serviços, fica mais arriscado que pessoas não autorizadas façam compras indevidas se tiverem acesso aos aparelhos, como crianças ou ladrões. 

A resolução é simples, pensar em etapas de segurança para conclusão das compras, como senha ou código por voz, cuja responsabilidade de compartilhamento é do usuário. Isso garante mais segurança para ele e para você.

Compras direcionadas

Ao comprar por voz, o consumidor se encontra na última etapa da jornada de compra, em que sabe exatamente o que quer. Isso tende a limitar a navegação dele pelo site e, consequentemente, suas chances de aumentar o ticket médio. 

Mulher negra sorrindo e dando comando de voz para celular.
A compra por voz é assertiva e promete mudar o e-commerce.

Explore recursos como cupons, itens relacionados e promoções em combos de produtos selecionados já na página das mercadorias para incentivar a compra de outros itens. Pensar em estratégias de pós-venda, como o e-mail marketing, também é uma excelente aposta. 

Vantagens da compra por voz 

Assim como traz desafios, qualquer inovação é pensada porque oferece vantagens frente às tecnologias atuais. Foram destacados os três principais benefícios do voice commerce para você entender o que pode ganhar implementando-o em seu e-commerce:

Facilidade

Ao implementar a compra de produtos por voz em seu site, você facilita a experiência de seus clientes, que podem encontrar exatamente o que precisam dizendo apenas algumas palavras. 

Se hoje os assistentes virtuais de compra são muito usados em smartphones, não demora muito para estarem disponíveis até nos automóveis. Assim, você pode estar presente em diferentes momentos da vida de seus clientes.

Agilidade na compra

Além de levar o usuário diretamente ao produto ou serviço que ele busca, a Inteligência Artificial, combinada com uma boa API e as otimizações feitas no seu site, dispensarão etapas extras no processo de compra. 

Ainda, poderão indicar produtos relacionados que realmente façam sentido com a intenção de busca de cada usuário, dessa forma facilitam a compra de mais de um item ou o retorno para nova compra.

Alinhamento à necessidade do usuário

Por meio das buscas e compras por voz, é possível coletar informações e cruzar dados sobre os interesses dos seus clientes. Desse modo, fica mais fácil personalizar as estratégias de marketing para impulsionar as vendas. 

Uma jornada de compra personalizada ajuda a fidelizar o cliente, que passa a comprar e fornecer informações cada vez mais. São vantagens para os dois lados. 

Para te ajudar na preparação do seu site para o voice commerce, o Koncili preparou um ebook gratuito com as principais estratégias de SEO. Baixe e confira! 

Clique para baixar o ebook sobre SEO para e-commerce gratuitamente.

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top
Abrir o Chat!
Precisa de ajuda?
Olá!
Como podemos te ajudar?