skip to Main Content
Panorama Da Gestão E Inteligência Financeira Do E-Commerce

Panorama da Gestão e Inteligência Financeira do e-Commerce

Essa é uma pesquisa do Koncili enviada pelo E-commerce Brasil em Junho 2020.  O objetivo era passar uma visão geral do e-commerce na situação de pandemia, em que muitos lojistas do comércio de rua criaram e-commerces.

Veja abaixo a pesquisa na íntegra, e saiba se planejar diante da nossa análise dos dados!

O “êxodo” dos lojistas para o e-commerce: meios de se adaptar à pandemia

Desde o início da pandemia, mais de 125 mil lojas aderiram às vendas pelo e-commerce. Os dados são da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico). A média mensal antes da pandemia era de 10 mil lojas por mês.

Entre os setores em alta estão Moda, Alimentos e Serviços. Marcas que não tinham soluções próprias adotaram parcerias com marketplaces. De janeiro até maio, a ABComm e a Compre&Confie registraram aumento de 65,7% no número de pedidos e de 56,8% em faturamento. Os cinco maiores crescimentos foram em Beleza & Perfumaria, Móveis, Eletroportáteis, Eletrônicos e Esporte & Lazer. 

Com todo esse crescimento do mercado do e-commerce nacional, o Koncili, junto ao E-commerce Brasil desenvolveu a pesquisa Panorama da gestão e inteligência financeira do e-commerce que foi encaminhada para sellers que estão associados à plataforma a fim de entender melhor como está a gestão do e-commerce nacional.

Um dos principais canais de comercialização dos produtos ainda é o e-commerce próprio, mas podemos observar um crescimento do que chamamos de omnichannel, ou seja, a experiência simultânea e integrada de diferentes canais ao longo da experiência de compra. 

A pesquisa nos mostrou que grande parte dos sellers possuem e-commerce próprio, mas investem esforços de vendas em outros canais, como loja física, marketplaces, redes sociais como facebook e instagram, e também por aplicativos como o whatsapp. 

Outra questão aplicada à pesquisa faz menção ao processo de precificação de produtos, no qual mais de 60% das empresas que responderam à pesquisa disseram levar como ponto principal para a precificação de seus produtos nos canais de venda à margem de lucro que desejam alcançar em suas vendas, seguido do preço praticado pela concorrência e em terceiro lugar as despesas fixas.

Cabe ressaltarmos que para não comprometer a gestão e saúde financeira do negócio, mas ainda assim ter preços competitivos, é importante conhecer os reais percentuais de despesas relativas as vendas em cada canal, dados obtidos a partir da conciliação de repasses. 

Para complementar essa gestão também é preciso saber qual a margem de lucro esperada, para que então possa saber qual o limite máximo de descontos a serem aplicados e como precificar com precisão os seus produtos. Monitorar os concorrentes também auxilia na sua competitividade, evitando praticar preços muito acima ou muito abaixo daqueles disponíveis no mercado.   

Quando perguntamos sobre o processo e conciliação das vendas, nos diversos canais, quase 40% dos respondentes disseram que elas são feitas de forma manual, quando recebem as planilhas de repasses dos marketplaces. Já 27% tem uma organização própria para fazer a gestão de organização financeira dos valores recebidos, e pouco mais de 16% contam com software que auxilia no processo. 

Empresas que realizam conciliação financeira têm um aumento de produtividade e controle de recebíveis eficaz, o que melhora não só a qualidade da tomada de decisões pelos gestores, mas possibilita ter informações mais confiáveis. 

Além disso, a conciliação busca manter a saúde financeira da empresa, e é necessária para qualquer negócio que atua com vendas e recebíveis, afinal dentro do processo é possível identificar as divergências monetárias e possíveis prejuízos ou lucros. Sem contar que a mão de obra necessária para este trabalho, dependendo do número de pedidos mensal, pode ser bastante grande. 

Na pesquisa, 50% das empresas disseram ter pelo menos um a pessoa dedicada exclusivamente para esse processo, 13% duas ou três pessoas, e quase 30% disseram não ter ninguém dedicado exclusivamente a esse processo. 

É na hora da conciliação de cartões que os e-commerces encontram alguns de seus principais problemas: vendas duplicadas, taxas indevidas e chargebacks e todos esses podem ser evitados com uma conciliação bem-feita. 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para que tenha uma boa saúde financeira, e uma ampla gestão do e-commerce, é preciso que se crie ohábito de conciliartodos os repasses de todas as contas nos marketplaces e demais canais de vendascom frequência.  

Dessa forma é possível ter um controle dos valores investidos nas vendas, melhorando a gestão estratégica de vendas nos marketplaces edeixando claro qual canal compensa investir mais nas vendas, quanto custa vender cada produto e até mesmo traçar estratégias para diminuir cancelamentos de pedidos ou estornos.  

A pesquisa mostrou que cerca de 25% conciliam seus repasses uma vez ao mês, 21% duas vezes ao mês, 23% semanalmente e em torno de 25% não faz a conciliação de seus repasses. 

As principais razões para conciliar os repasses dos marketplaces, são:
• Controle de fluxo de caixa;
• Verificar se o seller está recolhendo corretamente os recebíveis dos marketplaces e dos demais canais de venda em termos de datas e valores;
• Ter total segurança quanto aos repasses de cada marketplace;
• Estar no controle da sua operação on-line;
• Gestão assertiva das transações de vendas nos marketplaces.   

 

Na pesquisa também foi analisado o tempo gasto para as conciliações. Sabemos que este processo varia, de acordo com a quantidade de pedidos gerados através dos canais de vendas, mas a pesquisa mostrou que cerca de 40% dos sellers levam em média de dois a quatro dias para a conciliação dos seus repasses, isso levando em consideração cada cana 

Conclusão

A pesquisa deixa claro a importância do processo de conciliação dos repasses, para a garantia da gestão e inteligência financeira do seu negócio. 

O comércio eletrônico é marcado pelo dinamismo. São diversos produtos, modelos de vendas, públicos e opções de marketplaces para anunciar. Isso se aplica também pela quantidade elevada de processos financeiros que acontecem ao seu redor, e é na conciliação que o planejamento surge e gera um foco maior em processos práticos de venda. Fora a praticidade, se adequar pode gerar outras percepções, como projetos de expansão e reconhecimento de negócios de pouca renda, consequentemente, enxergando novos parceiros para inclusão. 

Automatizar o processo de repasses dos marketplaces em seu e-commerce é um caminho mais importante do que apenas facilitar a execução de seus projetos financeiros. Ter esses dados e pagamentos de forma clara e precisa, sem se preocupar com erros e atritos durante a rotina diária de vendas, abre novos focos para o seu negócio através de uma gestão financeira muito mais eficiente. 

 

Equipe Koncilia

Equipe Koncilia

Koncilia é o primeiro software de conciliação de pagamento dos marketplaces do mercado. Nosso objetivo é verificar se há divergência nas comissões e controlar os recebíveis dos marketplaces aos e-commerces de maneira mais automatizada, ágil e prática.

Back To Top
Abrir o chat
Fale com nosso time!